sexta-feira, 9 de março de 2012

No dia internacional do DJ, conheça pioneiros da profissão

Desde 2002, o dia 9 de março se tornou o World DJ Day no calendário internacional. A ideia de criar um dia para celebrar a profissão partiu de duas instituições: a World DJ Fund e a Nordoff Robbins Music Therapy, esta última uma organização inglesa que usa a música para tratamento de adultos e crianças doentes.
O DJ Day agrega vários eventos beneficentes pelo mundo, a agenda de festas e sets online você confere aqui. Deixando um pouco de lado o marketing por trás da data, o Todo DJ Já Sambou compilou uma lista de nomes fundamentais pra entender a profissão. DJs sem os quais certamente teríamos demorado muito mais para chegar ao cenário de hoje. Vamos a um top 10 de mestres DJs:
Larry Levan mixando na cabine do Paradise Garage
Larry Levan (1954-1992) – Ícone do Paradise Garage, em Nova York, o primeiro clube a colocar o DJ em primeiro plano. Levan foi o primeiro a arrasatar multidões a seus sets. Seus fãs se referiam às suas apresentações no Paradise Garage como “missa de sábado”. Em suas apresentações como DJ, Levan foi pioneiro ao incluir sintetizadores e bateria eletrônica.
Kevin Saunderson, Derrick May e Juan Atkins ainda moleques
Derrick May, Juan Atkins e Kevin Saunderson – Conhecidos como The Belleville Three (Belleville era o nome do colégio em que os três estudavam), Saunderson, Atkins e May entraram para a história como fundadores do techno, mais especificamente do techno de Detroit. Individualmente, os três ajudaram a espalhar o nome da cidade de Detroit e sua música com referências afro-futuristas mundo afora. Os três participaram da primeira coletânea de techno, lançada em 1988, Techno – The New Dance Sound of Detroit.
Frankie Knucles ficou conhecido como um dos pais da house music
Frankie Knuckles – Integrante do Dance Music Hall of Fame, Knuckles é tido como um dos pais da house music. Nascido em Nova York, ele chegou a fazer dupla com Larry Levan no histórico The Continental Baths, antes de se mudar para Chicago, no final dos anos 70, onde foi ser DJ do clube Warehouse. Pois foi no Warehouse, onde tocou entre 77 e 82, que ele ajudou a batizar o gênero (a música que se ouvia no Warehouse virou então apenas house) e amealhou uma legião de fãs. Depois do Warehouse, Knuckles abriu seu próprio clube (Power Plant) e se jogou na produção musical.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REGGAE UMA PAIXÃO SEM TAMANHO,
SOU UM REGUEIRO DE VERDADE.